PALAVRA DO GRÃO-MESTRE 05 DE NOVEMBRO DE 2019

Maçonaria e a Sociedade


No último encontro da Suprema Congregação do Grande Oriente do Brasil, presentes todos os Grãos-Mestres Estaduais recém eleitos e empossados, vários temas importantes foram debatidos e aprovados, visando nortear as ações da nossa sublime Ordem.

Dentre os temas, um consenso entre os Eminentes Grãos Mestres foi a premente necessidade de estreitar os laços da Maçonaria Universal com a Sociedade Civil, visando sobretudo desmistificar nossa instituição, resgatando seus autênticos valores, como uma das principais forças vivas da sociedade, protagonista da humanidade e de nossa republicana história.

Para tanto, urge que ações efetivas junto às Lojas sejam implementadas, sobretudo na melhor formação do homem maçom, como líder social e agente transformador. Neste sentido, nossas co-irmãs GLEMT e GOE, unidas com o GOB-MT, através de uma série de Palestras do Sereníssimo Grão-Mestre Geraldo Macedo realizaram com grande sucesso importante conscientização da comunidade maçônica quanto ao comprometimento do maçom com as causas públicas.

Às Oficinas Maçônicas, através de seus principais dirigentes, liderados por seus respectivos Veneráveis Mestres competem o inalienável dever de bem preparar seus membros para esta relevante missão social;

sobretudo, neste turbulento instante em que a Nação passa por indispensável reforma e regeneração de suas disposições legais que possibilitem alavancar o País, projetando-o de forma altaneira no concerto geral das Nações desenvolvidas.

O homem livre, de bons costumes e temente ao ser Supremo é chamado a integrar a Sublime Ordem, mediante juramento de honra e assume comprometimento definitivo de ser um novo homem e se preparar para uma nova vida, a qual não pode em hipótese alguma ser meramente contemplativa. O bom maçom, além de homem trabalhador, honesto, bom pai de família, deve ser um cidadão prestante por excelência, virtuoso e altruísta, voltado para o bem comum.

O iniciado na Ordem, portador de moral ilibada, livre e de bons costumes precisa se preparar para novos tempos que se vislumbram no horizonte futuro. O passado glorioso e o futuro promissor dependem do que for construído hoje, aqui e agora.

O maçom construtor social precisa antes de mais nada ser um construtor de si mesmo, através da busca incessante da verdade e da justiça. O homem livre e de bons costumes; o maçom completo precisa mais que isso:

precisa ser estudioso, verdadeiro e firme e possuir espírito público. Nenhum membro da Ordem alcançará lugar merecedor de destaque, se não for devidamente instruído, se não buscar conhecimento e sabedoria.

É tempo pois, meus prezados irmãos de nos prepararmos o melhor possível, a fim de estarmos prontos para fazermos a diferença, lutando pelos nossos ideais, como servidores da Ordem, da Pátria, da família e da humanidade!

Como disse Santo Agostinho:

“Tudo está em nós mesmos. Serás a beleza que criares, a bondade que tiveres e a verdade que pregares.”


Ivo Matias
Grão-Mestre Estadual
Grande Oriente do Brasil Mato Grosso


Publicado em: 05/11/2019
Endereço: Av. Historiador Rubens de Mendonça, 5560 Bairro Morada da Serra CPA I CEP 78055-000 Cuiabá-MT
Fone: (65) 3641-0540
CNPJ: 26.812.610/0001-83