APJ COMEMOROU SEUS 31 ANOS

EM 12 DE ABRIL DE 2014 APJ COMEMOROU SEUS 31 ANOS

Os Núcleos Alfa Liberdade e Progresso, e Liberdade e Fraternidade, da Ação Paramaçônica Juvenil de Cuiabá, em sessão especial, realizada no Templo Nobre do Palácio da Concórdia – GOB-MT- no dia 12 (sábado), comemoraram os 31 anos de existência da Ação Paramaçônica Juvenil do Grande Oriente do Brasil, APJ.
Conduziram conjuntamente os trabalhos, o Ductor Marioney, do Núcleo Alfa Liberdade e Progresso e o Ductor Gabriel, do Núcleo Alfa Liberdade e Fraternidade, com a presença do Secretário Estadual de entidades Paramaçônicas, Eduardo Anffe, o Secretário Adjunto de Assuntos Paramaçônicos - APJ Ação Paramaçônica Juvenil, Ivo Matias e o Venerável Mestre Cláudio Gatti, da Loja patrocinadora União e Progresso.
Presentes o tio Preceptor Benedito Tadeu, as Preceptoras Marisa Martins Matias e Patrícia Moya; Roberta Anffe, Ductor do Núcleo Alfa Guerreiros de Luz de Chapada dos Guimarães; representantes dos De Molays, Filhas de Jó e vários convidados, aos quais foi servido um coquetel de confraternização.
Na apresentação dos Apejotistas em forma de jogral, foi dado destaque ao que estabelece o Regulamento Geral da APJ-GOB, que fundamenta-se nos seguintes princípios: I - É uma instituição essencialmente educativa, filantrópica e progressista, que reconhece os valores espirituais da pessoa humana e procura construir o Humanismo centrado na Liberdade,Igualdade e Fraternidade; II - Enaltece a inteligência, a virtude e o trabalho e exalta o mérito de quem se destaque no serviço à APJ-GOB, à Juventude, à Pátria e à Humanidade.
A APJ preconiza, como valores essenciais à convivência humana, abrindo-se a todas as religiões, raças e nacionalidades, sustentando os laços de fraternidade entre os jovens pelo respeito à dignidade pessoal e à busca da verdade. Impõe, como dever maior a seus membros, crença em um ser Supremo, amor à família, o respeito ao próximo, a obediência à Lei e o fiel cumprimento das obrigações que tenham assumido. Defende os seus membros, responsabilizando-se pela formação ética e moral do cidadão.
Prestaram depoimento pessoal sobre a influência da APJ em suas vidas os seguintes Apejotistas:
Depoimento do Apejotista Gabriel, Ductor do Núcleo Alfa Liberdade e Fraternidade:
“Sou brasileiro, o mais belo e forte de todos os adjetivos que podemos ter em nossas vidas, mas também tenho outro adjetivo que me distingue dos demais, acredito que é um dos poucos que chego perto da grandeza de ser brasileiro, sou também APEJOTISTA! Esse adjetivo que para muitos não quer dizer nada, para mim diz muito, para mim significa muito. E eu não poderia começar a minha fala partindo de outro principio, a não ser da honra de fazer parte dessa escola de vida.
Hoje a APJ está celebrando seus 31 anos de  pura brasilidade sempre com seus incansáveis esforços em prol de Apejotistas mais conscientes sobre a realidade do nosso País. A APJ como já foi dito, criada pelo Grande Oriente do Brasil, pelo povo maçônico brasileiro.
Nós Apejotistas somos umas das poucas ordens que temos  o fundador e criador da ordem vivo, Tio Adison do Amaral, grande homem, incansável lutador da causa Apejotista. Certa vez eu estava em um congresso em Florianópolis e um tio maçom em sua fala disse uma frase na qual infelizmente não sei o autor, a frase é a seguinte: “Quem dera se os jovens soubessem e o velho pudesse”. Fazendo uma analogia a essa frase com a APJ é o equilíbrio perfeito nós temos a força dos Apejotistas e a sabedoria dos nossos Preceptores, que são os tios maçons e suas esposas. Hoje, para que tudo isso existisse, alguém sonhou esse sonho, alquem lutou por isso, que foi tio Adison do Amaral, junto com outros tios maçons, então agradecemos a todos em particular por estar conosco vestindo essa camisa, sonhando esse sonho.
E hoje  aqui eu deixo um pedido, para cada tio que divulguem o nosso sonho, o nosso trabalho, que por mais que somos frutos da maçonaria brasileira e criada pelo Grande Oriente do Brasil, ainda tem alguns tios que desconhecem essa paramaçônica, quando forem visitar outras lojas, falem de nós, se eles não entenderem quem somos e para que viemos, diga para abrirem 20 minutos no espaço da loja para mostrarmos para que viemos.
Afinal ser Apejotista é mais do que usar uma capa azul, ou um Djé e dizer que faz parte de um grupo mantido pela Maçonaria, por vaidade de dizer, ser Apejostista é dizer que crê em um ser Supremo, de saber que pela “variedade?” que se forma o caráter de um homem,  que o que é pouco para nós, para o outro é um tesouro, ser Apejotista é bater no peito e dizer “somos o futuro do País, porque somos Apejotistas, nós sabemos o que fazer”.”
Depoimento da Apejotista Silvana Gabriele:
“Vivi e aprendi:
Há poucos dias me foi dada a missão de dizer o que a APJ significa para mim. Então comecei a repassar em minha memória todos os dias que vivi dentro dessa Ordem. Me lembrei do frio na barriga que senti no dia de minha admissão, da primeira vez que falei com os diletos primos e todos os bons momentos que passei .
Percebi que mesmo sem saber o nome de um primo, mesmo sem conhecê-lo eu poderia contar com eles, pois o "elo" ali já era muito forte. 
Aprendi que os erros devem ser perdoados e que somos perfeitamente imperfeitos. Aprendi que mesmo cansados, podemos dar sempre um ou dois passos ... mas que juntos podemos dar um grande salto. 
Aprendi que eu devo escolher quem quero ser, e que escolhi ser sempre aquele que persiste. E que devo sempre ajudar os que pensam em desistir. 
Aprendi com os nossos pais aqui dentro, aqueles que chamamos de Preceptores, que é preciso sonhar como uma criança e lutar como um guerreiro. 
Aprendi que desistir nunca deve ser uma opção. Comecei a dar valor em cada bronca, cada elogio, cada sorriso e cada dificuldade que passei, pois elas construiram o que sou hoje. 
Percebi que com um simples gesto podemos fazer coisas maravilhosas para pessoas que precisam, e que fazer o bem é o melhor remédio para a alma.  
Agradeço ao Grande Arquiteto do Universo por ter nos unido em família. A APJ para mim é isso, a família que escolhemos, a família que nos acolhe. Nessa caminhada percebi que o amor, a dedicação são geradores de frutos imensuráveis, e que o melhor caminho é aquele que escrevemos juntos e mesmo com ventos ou tempestades a chama Apejotista nunca se apagará.”
Depoimento do Apejotista Matheus:
"A Ação Paramaçônica Juvenil, é para mim, uma das coisas mais importantes nos últimos tempos, pois ela me influencia nas minhas atitudes no dia a dia, alem do mais, as pessoas dentro da APJ já fazem parte da minha família, por que já me sinto acolhido desta maneira.
Eu sempre procurei formas de ajudar as pessoas do meu país e, graças a APJ tenho essas oportunidades.
Na APJ percebi o quanto minha fé é importante, valorizando mais as obras de Deus, na minha família, nas minhas amizades, nos deveres e obrigações morais do homem quanto criação do divino.
Na APJ tomei o ensinamento de estar no caminho do bem, me tornando hoje melhor do ontem, para amanhã ser melhor do que hoje.
Aqui encerro meu depoimento e desculpe pela demora, desde já agradeço!”
A Apejotista Carolina declamou parte do hino da APJ que diz:
“Salve o dia feliz e de glória
Que a palavra não pode medir
Bela página da nossa história:
A APJ veio existir
A esperança abriu tempo novo
Sem fronteiras no idealismo
A APJ constrói para o povo
As colunas do Patriotismo.”
Encerrando a sessão, saudaram os Apejotistas o Venerável Mestre Claudio Gatti, da Loja patrocinadora União e Progresso, o Secretário de entidades Paramaçônicas do GOB-MT, Eduardo Anffe e o Secretário Estadual da APJ Ivo Matias, que destacou a grande oportunidade que dispõem as Lojas Maçônicas em promover importante ação social, com o patrocínio de novos Núcleos da APJ em todo Estado.
Exortou os jovens Apejotistas a não desistirem dos ideais da APJ, pois seus ensinamentos e doutrina são inspirados nos princípios maçônicos de formação do novo cidadão comprometido com anseios do bem estar da humanidade, na prática do bem e no aperfeiçoamento moral e espiritual do homem.
Por Ivo Matias
Secretário Adjunto de Assuntos Paramaçônicos - APJ Ação Paramaçônica Juvenil
Publicado por J. Tardin, Grão-Mestre

Endereço: Av. Historiador Rubens de Mendonça,?560? Bairro Morada da Serra CPA I? CEP?8055-000? Cuiab?MT
Fones:?65)?641-0540??65)?997-1788
Not only replica watches uk designs are similar to the originals; even the weight of replica watches are equal to weight of the originals, thus making it more difficult to set them apart from the originals. Therefore, it can be said that just like originals that require quality investment at one time, rolex replica also require one time but a fraction of investment as these watches are less expensive than the originals. So, if you have planned to purchase these replica watches, then search through internet. By making fake breitling search at the internet, you will come across several websites that are providing different kinds of swiss replica watches at affordable rates.